sábado, 14 de maio de 2011

DIALETO GAÚCHO!

O dialeto gaúcho é um dialeto do português falado no Rio Grande do Sul, e em parte do Paraná e de Santa Catarina. Fortemente influenciado pelo alemão e italiano, por força da colonização, e espanhol e pelo guarani, especialmente nas áreas próximas à fronteira com o Uruguai, possui diferenças lexicais e semânticas muito numerosas em relação ao português padrão - o que causa, às vezes, dificuldade de compreensão do diálogo informal entre dois gaúchos por parte de pessoas de outras regiões brasileiras, muito embora eles se façam entender perfeitamente quando falam com brasileiros de outras regiões. Foi publicado um dicionário "gaúcho-brasileiro" pelo filólogo Batista Bossle, listando as expressões regionais e seus equivalentes na norma culta.
A fonologia é bastante próxima do espanhol platino, sendo algumas de suas características a não vocalização do "l" em "u" no final de sílabas, e a menor importância das vogais nasais, praticamente restrita à vogal "ã" e aos ditongos "ão" e "õe". Gramaticalmente, uma das características mais notáveis é o uso do pronome "tu" em vez de "você" (diferente do usado em São Paulo), mas com o verbo na terceira pessoa ("tu ama", "tu vende", "tu parte").

Palavras

ancinho = rastilho, rastelo, ciscador, catador de folhas

aprochegar = aproximar-se, chegar perto;

aspa = chifre

aspaço / aspada= chifrada

atucanado = atrapalhado, cheio de problemas;

baita = grande, crescido;

bergamota = tangerina;

borracho = bêbado;

branquinho = beijinho (doce);

brigadiano = policial militar

cacetinho = pão francês;

cancheiro = pessoa que tem experiência e/ou habilidade em alguma coisa

carpim = meia de homem

chapa = radiografia

chapa = dentadura

chavear = trancar com a chave;

china = mulher;

chinaredo = bordel; onde fica o chinaredo.

chinoca = prostituta;

colorado = torcedor do Internacional;

corpinho = sutiã;

cuecão = ceroula;

cuia (para mate)= parte da planta 'lagenaria vulgaris' usada para o chimarrão.

cupincha = camarada, companheiro, amigo;

cusco = cachorro, cão pequeno;

entrevero = mistura, desordem, confusão de pessoas, briga;

fatiota = terno;

folhinha = calendário;

gaudério = gaúcho;

guaipeca / guapeca= cachorro viralata.

guria = menina, moça;

lomba = ladeira;

melena = cabelo;

minuano = vento vindo do sul que trás as massas gélidas do Pólo Sul.

negrinho = brigadeiro (doce);

pandorga = papagaio, pipa;

parelho = liso, homogêneo;

patente = vaso sanitário;

pebolim = totó, fla-flu;

pechada = batida, trombada (entre automóveis)

pedro e paulo = dupla de policiais militares;

peleia = briga;

piá/guri = menino, garoto;

pila = palavra regional que dá nome a moeda nacional, no caso o Real (ex: 10 pila, 25 pila - usa-se sempre no singular);

prenda = mulher do gaúcho;

quebra-molas = lombada;

sarjeta = meio-fio;

sestear = dormir depois do almoço;

sinaleira = semáforo;

tchê = pessoa, "cara";

tercear ferro = lutar com adagas, facões ou facas grandes.

terneiro = bezerro;

trava = freio, breque;

tri = muito (ex: trilegal, tribonita);

veranear = passar o verão;

vivente = criatura viva, pessoa, indivíduo;

xirú= índio ou caboclo. Na língua tupi quer dizer "meu companheiro"

7 comentários:

  1. TRILEGAL O "GAUCHÊS" OU O MODO DE FALAR DO GAÚCHO! GOSTEI DO DICIONÁRIO, QUE TEM MUITAS PALAVRAS TAL E QUAL O NOSSO "MINEIRÊS" UAI! FOI "BÃO DOCÊS" FAZER ESTE POST TÃO EXPLICADIN"!

    ResponderExcluir
  2. faltou a palavra ´´arreganho´´ q nós usamos muito e que significa brincadeira.

    ResponderExcluir
  3. Deixo aqui meu blog para aprender (espanhol / castelhano) do Rio da Prata que compartilha muitas palavras com o falar gaúcho .
    http://eaimuchacho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Penso que o dialeto gaúcho é mesmo uma mestura principalmente do español arcaico do seculo XVI com o portugués, amerindio e africano.

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Bah: barbaridade, mesmo que Nossa Ou meu Deus

      Excluir